Meio ambiente

Meio ambiente

Fogão Solar No Semiárido: Saúde Da Mulher, Energia Limpa E Preservação Ambiental

Instituto SEB de Educação

A Tecnologia Social consiste em criar espaços de reflexão e construção de saberes coletivos através de oficinas de disseminação, confecção e utilização de Fogões Solares de baixo custo, em substituição aos fogões à lenha, por mulheres rurais de baixa renda da região Nordeste do Brasil, no semiárido do bioma da Caatinga, para promoção de saúde pública e preservação ambiental.

Temas: Saúde Meio ambiente Ver mais

Fogões Agroecológico

Casa da Mulher do Nordeste

O fogão agroecológico desenvolvido pela Casa da Mulher do Nordeste(CMN) em parceria com agricultoras do sertão do Pajeú, a partir de oficinas de edificação de fogões. O fogão agroecológico tem as seguintes dimensões:1,60cm/comprimentox55cm/largurax80cm/altura, em tijolo comum aparente com chapa de ferro Mineira de 2 bocas com tampas em ferro e 1 forno de ferro fundido 40cmx40cmx40cm, revestido de tijolo comum aparente e com uma chaminé de ferro galvanizado de 3 polegadas e 2 m/altura. No processo de construção dos fogões utilizamos a metodologia multiplicadora, onde as beneficiárias participam das oficinas nas comunidades e posteriormente multiplicam o conhecimento adquirido.

Temas: Educação Meio ambiente Ver mais

Fogões Eco-Eficientes

Instituto Perene

Fogão a lenha de alto desempenho e durabilidade, voltado para domicílios rurais de baixa renda que usam lenha para cozinhar. Método de construção simples, desenvolvido em parceria entre cozinheiras locais, pedreiros da região e engenheiros do Instituto Perene. Mais de 9 mil unidades instaladas em 500+ comunidades, monitoradas por 10 anos. Alto grau de adoção da tecnologia e redução de 50% do consumo de lenha.Os fogões contribuem para melhoria da qualidade do ar e limpeza do lar, proteção das matas nativas, redução de emissões GEE, geração de trabalho e renda. Impactos socioambientais e créditos de carbono certificados de acordo com metodologia ODS e auditoria internacional.

Temas: Energia Meio ambiente Ver mais

Formação Continuada De Professores Trabalho Com Língua, Arte E Cultura Terena

Instituto de Pesquisa da Diversidade Intercultural

Consiste numa metodologia que vai desde a abordagem, passando pela geração de engajamento e desembocando na construção de ferramentas educacionais junto a comunidades de contextos socialmente complexos, em especial populações tradicionais. Como resultado direto da aplicação da tecnologia promovemos o fortalecimento do espírito comunitário, o desenvolvimento socioeconômico, o resgate da autoestima e, nos casos de comunidades tradicionais, o resgate de saberes tradicionais.

Temas: Educação Meio ambiente Ver mais

Formação De Jovens Em Agroecologia E Desenvolvimento Sustentável

ASSOCIAÇÃO DE AGRICULTORES ALTERNATIVOS

A tecnologia compreende a operacionalização de processo de formação para adolescentes e jovens de 15 à 29 anos oriundos da zona rural de municípios do Território Agreste Alagoano, a metodologia se fundamenta na pedagogia da alternância onde os alunos participam dos encontros presenciais que acontecem em um final de semana de cada mês e em cada inter módulo desenvolvem práticas em suas casas e ambientes comunitários. No decorrer da formação os cursistas são orientados a implantarem uma unidade produtiva, de forma que possam dispor de uma estratégia de geração de renda a partir da valorização da agricultura familiar na perspectiva da convivência com o semiárido.

Temas: Meio ambiente Renda Ver mais

Fossa Ecológica-Tevap

EMATER-MG

É um sistema de tratamento e reaproveitamento dos nutrientes do efluente do vaso sanitário. Foi criado por Tom Watson, nos EUA, e adaptado por vários permacultores brasileiros . Nele ocorre a decomposição anaeróbica da m. orgânica, mineralização e absorção pelas plantas. É um sistema fechado.

Temas: Meio ambiente Saúde Ver mais

Fossa Tvap Utilizando Metodologias Participativas Na Construção Da Agroecologia

ASSOCIAÇÃO DAS MULHERES DE AREIA BRANCA E SANTA LUZIA - AMABS

O projeto " Águas Mais Limpas Para Comunidade", realizado no ano de 2016, numa parceria entre a Associação de Mulheres de Areia Branca e Santa Luzia e o Departamento de Agricultura e Meio Ambiente da Prefeitura de Abre Campo-Mg, contemplou cem famílias da zona rural de Abre Campo com sistemas de esgotamento sanitário, onde foram realizadas diversas capacitações relacionadas ao tema do saneamento rural, oficinas de educação ambiental, intercâmbios de conhecimento entre agricultores(as), confecção de fossas do modelo Evapotranspiradoras e metodologias participativas e integrativas, sendo os trabalhos realizados nas comunidades rurais em esquema de mutirão.

Temas: Recursos Hídricos Meio ambiente Ver mais

Fundo Solidário Açaí

Associação dos Trabalhadores Agroextrativistas do Rio Acuti-Pereira

A comunidade Sto. Ezequiel Moreno sofria pressões para abandonar seu território, por conta da exploração predatória dos recursos florestais que geravam baixíssimo retorno financeiro para os agroextrativistas e pela ausência de condições básicas de qualidade de vida. A saída foi a constituição de uma metodologia de discussão e deliberação sobre um Fundo Solidário, baseado no produto florestal mais abundante – o açaí; com a captação dentro da comunidade pela doação de R$ 1,00 a cada lata de açaí vendida pelos comunitários e o montante de cada safra revestido em ações e projetos para melhorar a infraestrutura da comunidade e a diversificação produtiva.

Temas: Meio ambiente Renda Ver mais

Gente Da Maré: Melhorando As Condições De Vida Das Marisqueiras Do Nordeste

UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO SEMI-ÁRIDO

O Projeto Gente da Maré (GDM), financiado pela Agência Canadense de Cooperação Internacional com contrapartida do Ministério da Pesca e Aquicultura e do Programa de Desenvolvimento de Comunidades Costeiras (FAO/DCC), foi executado pela Organização Não-Governamental World Fisheries Trust com o apoio de instituições e Universidades brasileiras. O GDM teve como objetivos principais melhorar a qualidade de vida de marisqueiras familiares no Nordeste brasileiro, além de apoiar o desenvolvimento de atividades de pesquisa e extensão. Foram envolvidas mais de 1.300 mulheres do Rio Grande do Norte, Paraíba, Pernambuco e Bahia. Durante o projeto foram criadas duas redes produtivas comunitárias.

Temas: Renda Meio ambiente Ver mais

Gestão Compartilhada Dos Recursos Pesqueiros

Instituto de Desenvolvimento Sustentável Mamirauá (IDSM)

O gerenciamento dos recursos pesqueiros por meio do manejo participativo une conhecimento tradicional e científico na prática da gestão do manejo nos sistemas de lagos. A atividade é assessorada pelo Programa de Pesca do Instituto Mamirauá. Para realizar o manejo os usuários estabelecem normas de uso, restrições de acesso e ações de proteção que promovem o uso sustentável do recurso e a melhoria da renda das famílias. Os pescadores participam de capacitações, contagem dos estoques, protegem os corpos d’água, pescam e comercializam sua produção. A partir do resultado das contagens pescam, no máximo, 30% dos adultos, deixando os 70% restantes para assegurar a reprodução da espécie.

Temas: Meio ambiente Renda Ver mais

Fale Conosco