Consumo e Produção Responsáveis | Tecnologias Sociais | Transforma! - Rede de Tecnologias Sociais

Resultados da busca

Manejo Pesqueiro Paumari

OPERAÇÃO AMAZONIA NATIVA

O povo indígena Paumari das terras indígenas do rio Tapauá, no sul do Amazonas, é referência no trabalho com o manejo sustentável de pirarucuu. A atividade é resultado de um intenso processo de mobilização social que vem desde 2008, quando os Paumari se organizaram a partir de experiências de outras populações, como dos moradores da Reserva de Desenvolvimento Sustentável (RDS) Mamirauá. Com o manejo de pirarucu, os Paumari avançaram no ordenamento de uso dos recursos naturais e na gestão territorial. Vigilância dos lagos, construção de etnomapas, zoneamento territorial e a contagem dos pirarucus são algumas das ações do processo de manejo. Realizado no Amazonas por unidades de conservação, terras indígenas e regiões de acordos de pesca conforme normativa do Ibama e do governo do Amazonas, o manejo de pirarucu vem contribuindo hoje com a conservação de 15 milhões de hectares de floresta. Mais informações: www.amazonianativa.org.br.

Temas: Meio ambiente Renda Ver mais

Manejo Sustentável De Recursos Florestais Madeireiros Em Florestas De Várzea

Instituto de Desenvolvimento Sustentável Mamirauá (IDSM)

O manejo de recursos florestais é uma das tecnologias mais antigas desenvolvidas pela raça humana. Grupos tão antigos quanto algumas florestas já as modificavam em benefício próprio, plantando espécies comestíveis ou de uso medicinal próximas a seus povoamentos, ou retirando da floresta produtos florestais, madeireiros ou não, para a confecção de artesanato, vestimentas ou suas próprias casas. O manejo destes recursos foi quase esquecido pelas comunidades contemporâneas, mas buscamos, com sua capacitação no manejo florestal, fornecer o conhecimento e as ferramentas necessárias para o uso consciente da floresta, e assim empoderá-las de seu ambiente e reafirmar seu papel na sociedade.

Temas: Meio ambiente Renda Ver mais

Método Cidade Júnior

INSTITUTO CIDADE JÚNIOR

Cidade Júnior é um método educacional que promove a formação de estudantes por meio de cursos de qualificação profissional a partir da aplicação de conhecimentos técnicos-científicos durante as aulas na construção de um Plano de Negócios desenvolvido pelos familiares dos estudantes. Somado aos conceitos de sustentabilidade, dos ODS e dos Princípios do Pacto Global essa metodologia sensibiliza a comunidade por meio do fortalecimento de vínculos e do reconhecimento de saberes produtivos que os membros da família já possuem. E na Feira de Negócios realizada na Instituição de Ensino ocorre a mobilização de toda a comunidade, promovendo o desenvolvimento dos Negócios da região.

Temas: Educação Renda Ver mais

Metodologia De Incubação Para Empreendimentos De Economia Solidária

Fundação de Integração, Desenvolvimento e Educação do Noroeste do Estado

O objetivo é socializar a prática desenvolvida por mais de uma década, pela Incubadora de Economia Solidária, Desenvolvimento e Tecnologia Social/Itecsol Unijui, com o intuito de promover o crescimento econômico, inclusivo e sustentável, geração de trabalho digno e renda para grupos em vulnerabilidade social. A metodologia social está fundamentada numa pesquisa-ação, embasada nas experiências vivenciadas com empreendimentos e outras incubadoras de Economia Solidária, bem como com a incorporação recente de contribuições da metodologia baseada nas práticas estabelecidas pelo CERNE. Os resultados obtidos potencializam a socialização e replicação em outros empreendimentos econômicos solidári

Temas: Renda Ver mais

Mulheres Da Amazônia

Associação de Mulheres Cantinho da Amazônia

Agricultura familiar com diversificação da produção, geração de emprego, alternativas para melhoria na renda das famílias e incentivo as mulheres, que a partir da capacitação tem seu trabalho remunerado, sem discriminação por gênero. Figura numa importante estratégia de proteção da biodiversidade.

Temas: Meio ambiente Renda Ver mais

Noosfero: Plataforma Web Livre Para A Criação De Redes Sociais Autônomas

Cooperativa de Trabalho em Tecnologias Livres

Noosfero é uma plataforma web de mídia livre para criação de redes sociais, educacionais, de economia solidária e cidadania que possui as funcionalidades de blog, sites, sistema de gestão de conteúdo multimídia e comércio eletrônico em um mesmo sistema. Lançado em 2009 pela Colivre como um projeto de software livre que nasce no nordeste para permitir que coletivos e instituições nacionais e internacionais deixassem de ser apenas usuários de serviços proprietários de redes sociais para se tornarem provedores autônomos de serviços de mídia livre e social na rede mundial de computadores.

Temas: Educação Renda Ver mais

O Cooperativismo Popular Como Espaço De Expressão Da Mulher

Centro de Referência em Cooperativismo e Associativismo - CRCA

Condições para o protagonismo feminino: construção de espaços e instrumentos; acompanhamento técnico próximo com distanciamento gradativo; garantia do funcionamento dos órgãos sociais cooperativistas e suas prerrogativas de liberdade e democracia; o diálogo como meio para solução de conflitos e resolução de problemas.

Temas: Renda Meio ambiente Ver mais

Paespe: Inclusão Social E Cidadania Através Da Educação

Empresa Junior de Engenharia Quimica e Engenharia Ambiental

o Programa de Apoio aos Estudantes das Escolas Públicas do Estado desenvolve atividades com 360 pessoas em vulnerabilidade social, sendo 200 alunos da rede pública de ensino e 160 adultos (pais e parentes). Essas atividades englobam 12 das 17 ODS estabelecidas pela ONU: 1- ERRADICAÇÃO DA POBREZA; 3- SAÚDE E BEM ESTAR; 4-EDUCAÇÃO DE QUALIDADE; 5-IGUALDADE DE GÊNERO; 6- ÁGUA POTÁVEL E SANEAMENTO; 8-TRABALHO DECENTE E CRESCIMENTO ECONÔMICO; 9-INDUSTRIA, INOVAÇÃO E INFRAESTRUTURA; 10- REDUÇÃO DAS DESIGUALDADES; 11- CIDADES E COMUNIDADES SUSTENTÁVEIS; 12- CONSUMO E PRODUÇÃO RESPONSÁVEL; 14- VIDA NA ÁGUA; 15- VIDA TERRESTRE.

Temas: Educação Meio ambiente Ver mais

Pequi: O Ouro Do Cerrado

Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG)

O quilombo de Pontinha possui cerca de 200 unidades familiares e sua base de subsistência é a extração de uma minhoca gigante. Desde 2012 estão sendo desenvolvidas ações para o uso do pequi e de outros frutos do cerrado desse território como alternativa de renda e a partir de 2015 iniciou-se a produção de óleo de pequi, polpa em conserva, cremes, castanhas, doces e outros produtos (marca “Pontinha de Sabor”) que apresentam inserção no mercado local e regional. Com isso o cerrado vem sendo valorizado e a atividade se consolida. Foram adquiridos os equipamentos necessários para dar suporte à produção e prevê-se em breve a instalação de uma agroindústria junto à escola.

Temas: Meio ambiente Renda Ver mais

Pescando Com Redes 3G

INSTITUTO BRASILEIRO DE DESENVOLVIMENTO E SUSTENTABILIDADE - IABS

Criação de ferramentas usando a tecnologia 3G para os pescadores e marisqueiras (artesanais e indígenas) possibilitando segurança na navegação, monitoramento e gestão dos barcos e comunidade (produção e financeira), geração de trabalho e renda, abertura de mercado local e segurança alimentar.

Temas: Renda Educação Ver mais

Fale Conosco