Jovens Cientistas transformam suas realidades

18 de março de 2021
por Alenor Alves


A Tecnologia Social - #TS Leme - Letramento Multimídia Estatístico, certificada pela Fundação BB em 2012, foi desenvolvida no Núcleo de Educação Estatística [NEE], do Instituto de Matemática Estatística e Física [IMEF] da Fundação de Apoio à Universidade do Rio Grande (FAURG), e promove crianças e jovens a pesquisadores em um processo que abre aos participantes a escolha de temas do interesse de suas comunidades. Eles criam instrumentos de pesquisa, coletam dados, realizam estatísticas e socializam os resultados. Uma destas pesquisas é focada no campo de trabalho que os jovens participantes pretendem atuar.

O nome LeME faz analogia ao dispositivo que controla embarcações, e com as atividades, os participantes desenvolvem a habilidade de leitura de mundo e tomam consciência que são responsáveis pela a transformação da própria realidade e compreendem que todos somos produtores e sujeitos que podem modificar as estatísticas.

A #TS LeME também foi reconhecida em agosto de 2019, em cerimônia realizada na Malásia, como o melhor projeto colaborativo em Letramento Estatístico do Mundo, conforme divulgamos aqui na agência de notícias em 11.19.2019. A premiação foi concedida pela International Statistical Literacy Project, entidade ligada a International Association For Statistical Education, instituto internacional de estatística, sediado em Voorburg - Holanda.

Em dezembro de 2020, o projeto LeME Transforma, que reaplica a #TS LeME, foi contemplado no Desafio Transforma! com o investimento social para desenvolvimento de ações no Centro de Convívio dos Meninos do Mar (CCMar), na cidade de Rio Grande (RS), junto a estudantes de escolas públicas de 14 à 17 anos, em situação de vulnerabilidade social. Neste local eles recebem formação pré-profissional, com atividades que promovem a habilidade de leitura do mundo, a consciência de transformação da própria realidade, geração de renda e de novas ocupações assim como alimentação e transporte escolar.

O estudante João Marcelo, de 17 anos, que estudou no CCMar desde os 14 anos, atualmente é empreendedor e atua na área de comércio de alimentos. Segundo o jovem, o projeto o ajudou no relacionamento com parceiros comerciais e clientes.

Vale lembrar que a estatística está presente no nosso dia a dia, como por exemplo em matérias sobre economia, política e até nas probabilidades levantadas nas notícias sobre futebol e, até mesmo, sobre a pandemia.

Saiba mais

- O primeiro pesquisador a cunhar o termo estatística foi o historiador alemão Gottfried Achenwall (1719-1772), que realizou amplos estudos sobre a disciplina. Naquela época o termo se referia à descrição abrangente das características sócio-político-econômicas dos diferentes estados.

- Lambert Adolphe Jacques Quételet (1796 –1874) foi um astrônomo, matemático, demógrafo e sociólogo belga do século XIX e é considerado o “pai das estatísticas públicas”, e o iniciador da colaboração internacional.

- A partir da segunda década do século XIX, dá-se uma explosão no desenvolvimento da Estatística Moderna, tendo como principal responsável o biólogo evolutivo e geneticista inglês Ronald A. Fisher (1890-1962), conhecido entre nós como o pai da Estatística Moderna.

- Este campo do conhecimento tem uma associação profissional, o Instituto Internacional de Estatística, que busca desenvolver e melhorar os métodos estatísticos e suas aplicações, promovendo a cooperação internacional.

Comentários

Fale Conosco